Carros elétricos serão mais baratos de produzir do que os a combustão, em 202 ...

Carros elétricos serão mais baratos de produzir do que os a combustão, em 202 ...

Carros elétricos serão mais baratos de produzir do que os a combustão, em 2027

11 Mai 2021 · Motores

Embora estejam a ser muito mencionados como a solução mais viável para o transporte, os carros elétricos ainda não são tão acessíveis como um carro a combustão. Portanto, um carro desta categoria poderá não estar acessível a toda as carteiras, a curto ou médio prazo.

Até que, em 2027, a produção de carros elétricos seja mais barata do que a dos carros a combustão.

O deflagrar dos carros elétricos

A União Europeia tem estabelecido objetivos muito rigorosos, de forma a diminuir a sua pegada carbónica. Para isso, pretende, num horizonte ambicioso, descarbonizar o transporte rodoviário, incentivando a produção e a venda dos carros elétricos.

No entanto, levanta-se a questão sobre até que ponto uma família comum ou uma pequena empresa poderão investir numa transição para um carro elétrico. Estes que, conforme sabemos, ainda representam um valor mais elevado relativamente aos carros convencionais, a combustão.

As vendas de carros elétricos deflagraram e a tendência tem sido clara. Aliás, muito alimentada pela vontade dos países e das marcas do mundo, especialmente aqueles da União Europeia, que pretendem cumprir os objetivos face às alterações climáticas.

Para que os elétricos possam efetivamente destacar a sua relevância, precisam de limar determinadas arestas, como a paridade de preços, relativamente aos carros a combustão, melhorar o conceito das baterias de lítio, e definir estratégias de fabrico que sejam sustentáveis a vários níveis.

De acordo com a Bloomberg, até 2027, a produção dos carros elétricos será mais barata do que a dos carros de combustão, motivada por panóplia de fatores.

Dados da Bloomberg mostram que a Europa conseguirá concretizar a transição

A Transport & Environment incumbiu a Bloomberg New Energy Finance (BNEF) de analisar as hipóteses da Europa em conseguir executar uma transição homogénea de carros a combustão para carros elétricos. A Foro Coches Eléctricos analisou os principais resultados do estudo e a resposta é clara. A transição é possível, se a Europa conseguir o apoio político adequado.

Em primeiro lugar, espera-se que os carros elétricos em todos os segmentos atinjam a paridade com os modelos a combustão equivalentes, no próximo ciclo de produção. Aliás, o design dos veículos, a produção em grande escala e a queda perspetivada do preço das baterias proporcionarão a descida dos preços, em 2025, para mais de um terço, em relação aos atuais.

Nesse sentido, a constante evolução tecnológica associada às baterias proporciona uma diminuição dos preços e o aumento da concorrência. Portanto, os dados revelam que o preço por kWh diminuirá em 58%, entre 2020 e 2030. A capacidade de a Europa construir uma sólida cadeia de abastecimento, para responder à procura emergente, será um fator decisivo.

Para isto, os países da Europa terão de apertar as suas políticas, como normas relativas às emissões, impostos sobre o carbono e incentivos.