You are currently viewing Fabricantes de automóveis querem um milhão de postos públicos de carregamento ...

Fabricantes de automóveis querem um milhão de postos públicos de carregamento ...

Fabricantes de automóveis querem um milhão de postos públicos de carregamento até 2024


Por Automonitor

em 10:18, 11 Fev 2021

No novo Mégane E-TECH Plug-in Hybrid, o bocal de carregamento elétrico fica do lado direito, simétrico ao depósito de combustível, que se encontra do lado esquerdo do carro.

Share

De acordo com a agência Reuters, os fabricantes do setor automóvel pediram à União Europeia (UE) para estabelecer metas de um milhão de postos de carregamentos públicos de veículos elétricos até 2024 e três milhões até 2029. O objetivo é transmitir aos consumidores a confiança necessária para transitarem para as novas tecnologias de mobilidade.

Numa carta escrita em conjunto com associações de consumidores e transportes sustentáveis, a Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA) disse a Bruxelas que a definição destes objetivos pode ajudar tanto os fabricantes como os operadores de infraestruturas de carregamento. “A Comissão Europeia tem de rapidamente tomar uma atitude e definir objetivos vinculativos para impulsionar a infraestrutura nos estados membros. De outra forma, até as metas de redução de emissões ficam em risco”, afirmou o presidente da ACEA, Oliver Zipse, que também é chairman da alemã BMW. 

As vendas de veículos elétricos ganharam impulso recentemente, ao mesmo tempo que os carros com motores a combustão sofreram quedas durante os confinamentos motivados pela pandemia de covid-19.

Os fabricantes estão a lançar cada vez mais modelos 100% elétricos para cumprir as metas de redução das emissões na UE, e vários governos associaram benefícios fiscais à aquisição deste tipo de veículos como parte dos seus programas de recuperação da crise. No entanto, o desenvolvimento das redes de carregamento públicas tem sido lenta. Segundo dados da indústria, a UE tinha apenas 224.538 postos públicos de carregamento em 2020.

Share