You are currently viewing SUV elétrico chinês chega em março a Portugal por 35 mil euros mais IVA ...

SUV elétrico chinês chega em março a Portugal por 35 mil euros mais IVA ...

 

SUV elétrico chinês chega em março a Portugal por 35 mil euros mais IVA

O Aiways U5 é um SUV 100% elétrico da marca chinesa que irá entrar em Portugal já no próximo ano. Mais tarde, vai chegar um segundo modelo.

 

 
Chega a Portugal no próximo ano a Aiways, uma marca chinesa de automóveis elétricos, pela mão da Bergé Auto, a importadora oficial da Mitsubishi, Kia, Fuso, Isuzu, Piaggio comercial e da chinesa Maxus, desde meados deste ano, avança a edição desta segunda-feira do Jornal de Negócios.
Segundo o administrador da Bergé Auto em Portugal, Francisco Geraldes, em declarações ao mesmo jornal, “trata-se de uma marca que já tem um produto em produção e outro produto para lançar para o ano. Estamos muito entusiasmados com o lançamento da Aiways no mercado português”.
A startup chinesa nascida em 2017 já lançou no mercado europeu, em países como a Alemanha e nórdicos, um primeiro modelo automóvel. Segue-se agora a conquista do mercado ibérico através do grupo Bergé – que se encontra em processo de mudança de nome e de imagem para Astara -, que ao longo do próximo ano deverá levar a  Aiways também para mercados como a Bélgica, Itália, França, Países Baixos e Suíça.
A ambição da marca chinesa para o mercado poeruguês é de alcançar 300 veículos vendidos no primeiro ano, depois de ter vendido 550 unidades no ano passado no mercado europeu e este ano já ter entregado perto de 400 do SUV U5.
“Achamos perfeitamente alcançável entre 200 e 400 veículos, tendo em conta o crescimento do mercado de veículos elétricos”, frisa ao Negócios Francisco Geraldes. Sendo que as primeiras unidades, deste “SUV muito interessante, com muita qualidade, e que deverá ter um preço em torno dos 35 mil euros mais IVA”, só deverão chegar aos clientes nacionais “em finais de março ou princípio de abril”, explica o responsável da importadora.
Mas há mais novidades, ainda no próximo ano, “provavelmente no final do primeiro semestre ou mesmo só no terceiro trimestre”, será a vez de chegar ao mercado portugues o segundo modelo da marca chinesa, o SUV coupé U6.
A Bergé planeia “ter 10 concessionários, cobrir o território continental e as ilhas e trabalhar com operadores com os quais já trabalhamos hoje. Nós trabalhamos nas várias marcas com quase todos os concessionários do país”, conclui Francisco Geraldes.